Cluster da Cooperação Portuguesa na Ilha de Moçambique, 2ª fase (2015-2018)

Moçambique

Setor: Educação, Formação e Cultura / Saúde e Assuntos Sociais

Parceiros do Camões, IP: Ministério da Ciência, da Tecnologia, do Ensino Superior e Técnico-Profissional; Ministério da Cultura e Turismo; Ministério do Género, Criança e Ação Social; Conselho Municipal da Cidade da Ilha de Moçambique; Gabinete de Conservação da Ilha de Moçambique; Escola Profissional da Ilha de Moçambique; UCCLA, União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa; Fundação Portugal África; Direção-Geral do Património Cultural; ONGD Helpo.

Orçamento/duração: EUR 1 milhão/48 meses

Objetivo da intervenção

Apoiar o desenvolvimento integrado e sustentado da Ilha de Moçambique, classificada pela UNESCO como Património da Humanidade, e da zona continental adjacente através de intervenções de preservação e reabilitação do património histórico e cultural, gestão e ordenamento territorial e urbanístico, formação profissional e ensino pré-escolar e sua ligação ao ensino primário na região.

A intervenção do projeto prevê resultados em torno de três eixos principais, a saber: na melhoria da capacidade institucional e de desenvolvimento do Município, no upgrade Educativo e Formativo da Escola Profissional da Ilha, na promoção e desenvolvimento do ensino pré-escolar e na capacitação institucional do Gabinete de Conservação.

De destacar a criação do Centro Infantil da Ilha de Moçambique (CIIM), que leciona desde 2012 o novo modelo para o ensino pré-escolar, do qual beneficiam cerca de 200 crianças dos 3 aos 6 anos. Outro dos aspetos mais visíveis da intervenção do Cluster no âmbito do Conselho Municipal da Ilha são os espaços públicos mais limpos e organizados, resultado da aposta no reforço dos serviços urbanos e na informação e sensibilização da população.

Também a experiência piloto, com a instalação de 16 compostores para transformação da matéria orgânica de resíduos gerados por cerca de 1000 residentes da parte continental, tem tido um impacto relevante na melhoria da qualidade de vida da população residente.

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.