Morreu o escultor José Rodrigues

Publicado em segunda, 12 setembro 2016 08:20

Morreu no sábado, dia 10 de setembro de 2016, no hospital da CUF, no Porto, o escultor português José Rodrigues. O Funeral realizou-se no domingo, dia 11, no Tanatório de Matosinhos.

José Rodrigues nasceu em Luanda, Angola, a 28 de outubro de 1936 (tinha 79 anos). Fez o curso na Escola Superior de Belas Artes, no Porto, cidade onde se radicou.

Entre as obras mais conhecidas de José Rodrigues destacam-se o cubo da Praça da Ribeira e o Monumento ao Empresário na Avenida da Boavista, no Porto.

Além de uma vasta obra de pintura e escultura, José Rodrigues deixa como legado a Fundação com o próprio nome. Instalada numa antiga fábrica de chapéus, no alto da Fontinha, no Porto, tem salas de exposições, auditório, ateliês e espaços de co-working, que juntam gentes de várias sensibilidades, artísticas e económicas.

"O início da sua atividade remonta a fevereiro de 2009 e tem, desde então, ocupado um lugar de crescente destaque no panorama cultural e artístico da cidade do Porto", pode ler-se na página "online" dedicada à Fundação Escultor José Rodrigues.

José Rodrigues foi um dos fundadores da Cooperativa Cultural Árvore, no Porto, e um dos promotores da Bienal de Vila Nova de Cerveira.

Desde 1964 que expôs individualmente em cidades como o Porto, Amarante, Alfândega da Fé, Vila Nova de Cerveira, Cascais, Tóquio, Paris e Macau.

Em 1968, com os colegas Ângelo de Sousa, Armando Alves e Jorge Pinheiro, que com ele terminaram o curso com a classificação máxima, formou o grupo "Os Quatro Vintes".

Além da escultura, dedicou-se e a outras expressões artísticos, tendo feito ilustração para livros de escritores e poetas, como Eugénio de Andrade, Jorge de Sena, Vasco Graça Moura e Albano Martins.

Com JN

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.