Vice-Presidente do Camões, I.P.– Encontros Bilaterais com Autoridades Santomenses

Publicado em sexta, 19 maio 2017 18:20

O Vice-Presidente do Camões, I.P., Gonçalo Teles Gomes, por ocasião da sua recente deslocação a São Tomé e Príncipe para participar no Comité Diretor do PASP PALOP-TL, teve oportunidade de manter encontros bilaterais com estas Autoridades, acompanhado pelo Embaixador de Portugal em São Tomé e Príncipe, designadamente com o Ministro da Educação, Cultura, Ciência e Comunicação (MECCC), Olinto Daio, com o Reitor da Universidade de São Tomé e Príncipe (U-STP), Aires Bruzaca, e com a Direção da Federação das ONG santomenses (FONG).

O encontro com o Ministro Olinto Daio centrou-se no futuro da intervenção da Cooperação Portuguesa no setor da Educação, tendo o Ministro apresentado a sua visão para o setor, que se encontra refletida na Carta de Política Educativa e na Agenda de Transformação do País, 2030, identificando os eixos onde gostaria de continuar a contar com o apoio de Portugal.

O Vice-Presidente do Camões, I.P. referiu a importância da sustentabilidade da futura intervenção, que deverá para isso assentar na contínua capacitação dos quadros santomenses.

O Reitor da U-STP, traçou também aquela que é a sua visão para o reforço e consolidação do ensino superior público em STP, expressando o enorme interesse no apoio da Cooperação Portuguesa para alcançar os objetivos a que se propõe, em particular ao nível da capacitação dos recursos humanos, bem como no estabelecimento de parcerias com instituições portuguesas de ensino superior e de investigação.

Na FONG, o Vice-Presidente do Camões, I.P. foi recebido pela Vice-Presidente e pelo Secretário Executivo, que começou por referir a frutuosa parceria que mantém, desde 2009, com a Associação para a Cooperação entre os Povos (ACEP), com o apoio da Cooperação Portuguesa, e a importância da mesma para a consolidação da Federação, que começou com a construção de uma sede própria. A Direção identificou como principais eixos de intervenção da FONG garantir a transparência na gestão das finanças públicas e reforçar o diálogo social sobre as políticas de desenvolvimento.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.