19 de agosto - Dia Mundial da Ajuda Humanitária 2014

Os trabalhadores humanitários vão ser lembrados no Dia Mundial da Ajuda Humanitária que é assinalado a 19 de agosto por iniciativa das Nações Unidas e com a colaboração da Comissão Europeia.

Em Portugal, à semelhança do que vai acontecer noutras cidades europeias, cartazes alusivos à data serão exibidos no aeroporto de Lisboa entre 15 e 28 de agosto.

Dados recentes mostram um aumento do número de ataques a trabalhadores humanitários, que ficaram feridos, foram sequestrados ou mesmo mortos, ao prestarem assistência às vítimas da guerra e dos desastres naturais em todo o mundo. Em 2013, 454 pessoas foram atacadas, mais de um terço foram mortas. O risco de vida de um trabalhador humanitário quadruplicou em dez anos.

A insegurança obriga as organizações humanitárias a suspender as suas operações ou a retirarem-se de áreas perigosas, deixando milhões de pessoas vulneráveis privadas de uma ajuda vital.

O dia é também uma oportunidade para lembrar a importância do respeito pelo Direito Internacional Humanitário (DIH).

Em Portugal, o Camões – Instituto da Língua e da Cooperação, I.P., organismo da Administração Pública responsável por assegurar e coordenar as intervenções portuguesas no domínio da ajuda humanitária e de emergência, associa-se à data, divulgando junto dos media um conjunto de materiais alusivos preparados pelo ECHO (serviço de ajuda humanitária e proteção civil da Comissão Europeia).

Informação relativa ao Dia da Ajuda Humanitária pode ser consultada nos sítios:

http://ec.europa.eu/echo/en/resources-campaigns/campaigns/world-humanitarian-day-2014

http://www.un.org/en/events/humanitarianday/

http://worldhumanitarianday.org

Uma comunicação em vídeo da Comissária Europeia pode ser descarregada em http://ec.europa.eu/echo/files/whd2014/Video_message_Commissioner.zip. A palavra-passe é: WHD2014.

Sobre a divulgação destes materiais impende um embargo até às 00:00 de terça-feira, 19 de agosto de 2014.

O Dia Mundial da Ajuda Humanitária assinala anualmente a memória das vítimas do atentado contra a sede das Nações Unidas em Bagdad (Iraque), em 2003, que matou 22 pessoas, entre as quais o brasileiro Sérgio Vieira de Mello, representante especial da ONU no Iraque e antigo chefe da missão das Nações Unidas em Timor-Leste.

 

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, I.P.) é um instituto público tutelado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) que tem por missão propor e executar a política de cooperação portuguesa e a política de ensino e divulgação da língua e cultura portuguesas no estrangeiro.

 

Lisboa, 14 de agosto de 2014

 

 

Gabinete de Documentação e Comunicação
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, IP
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Rua Rodrigues Sampaio, 113
1150-279 Lisboa - Portugal
Tel.: +351 213 109 100  | 213 143 987

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.