Instituto Camões e ICA articulam promoção no exterior do cienama português

O Instituto Camões (IC) e o Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA) vão colaborar para promover o cinema português no exterior «através de uma maior articulação e da identificação de títulos para circulação internacional». A intenção consta de um protocolo celebrado entre os dois institutos a 13 de janeiro, assinado pela Presidente do IC, Ana Paula Laborinho, e pelo Diretor do ICA, José Pedro Ribeiro, no quadro do qual se regula os termos dessa colaboração que contempla a exibição «sem fins comerciais» de filmes nas atividades desenvolvidas pelas duas instituições.

Os procedimentos para o estabelecimento de programações, a reserva e a entrega de títulos, o transporte dos filmes e o pagamento dos direitos de exibição são, entre outros, aspetos regulados pelo protocolo, que prevê o compromisso por parte do ICA de «analisar caso a caso e, mediante disponibilidade orçamental, a possibilidade de integrar no seu Plano de atuação anual eventual legendagem de títulos que, pela incidência e contexto de participações previstas pelo IC, sejam considerados relevantes» por ambas as instituições.

Outro compromisso assumido pelo ICA diz respeito à apresentação por este ao IC, anualmente, «uma lista de títulos, com indicação de legendagem e formatos, com incidência nas produções dos últimos três anos, com vista à sua disponibilização para a rede diplomática e postos consular e para a rede EPE [Ensino Português no Estrangeiro]».

O IC, por seu lado, entre outros aspetos, «compromete-se a apresentar o levantamento dos festivais, ciclos e mostras internacionais em que as redes participam regularmente, com vista a aferir a incidência de ações a desenvolver» e nesse sentido dará conta, em fevereiro de cada ano, sobre as atividades de cinema apresentadas no âmbito do seu Plano Anual de Atividades.

A divulgação do cinema português está entre as missões estatutárias do IC e consta, de facto, entre as atividades regularmente levadas a cabo pela sua rede de leitorados, centros de língua e centros culturais.

Para além de ciclos de cinema promovidos por estas entidades nos países em que estão instaladas, o IC apoia também a participação de obras fílmicas portuguesas em diversos festivais internacionais de cinema.

Já em outubro passado, as duas instituições tinham assinado um protocolo, mediante o qual o IC cedeu ao ICA, para entrega à Cinemateca Portuguesa, 12 cópias de sua propriedade de filmes de 35 mm, em versões originais ou legendadas em idiomas estrangeiros, de Manoel de Oliveira, Fernando Lopes, Leonel Vieira, Margarida Cardoso e Flora Gomes, de forma a otimizar as «condições de armazenamento, manutenção e equipamento técnico» das películas.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.