Lídia Jorge recebe prémio no Dia da Latinidade

A Sessão Solene de Comemoração do Dia da Latinidade realiza-se, este ano, no dia 4 de Maio, às 16:30, no Instituto Camões, em Lisboa. Na cerimónia presidida pelo Secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Pedro Lourtie, será entregue o Prémio da Latinidade “João Neves da Fontoura” 2011, à escritora Lídia Jorge.

Presidido pelo ensaísta Eduardo Lourenço, o júri da edição do galardão deste ano decidiu atribuí-lo a Lídia Jorge “pela consagração da sua obra como escritora que muito tem contribuído para o enriquecimento do património cultural e literário do Portugal contemporâneo”. 

Até 2008 designado por Prémio da Latinidade “Troféu Latino”, passou em 2009 a ter o nome de Prémio da Latinidade “João Neves da Fontoura”, ministro dos Negócios Estrangeiros brasileiro a quem se deve a criação da União Latina como organização internacional. 

Com este Prémio criado em 2002, a União Latina visa homenagear uma personalidade  ou instituição que se tenha distinguido, pela sua obra, na difusão da Latinidade,   nos domínios artístico, literário ou científico. 

Nascida em Boliqueime, no Algarve, em 1946, Lídia Jorge licenciou-se  em Filologia Românica na Universidade de Lisboa, deu aulas, escreveu quinze  livros editados em várias línguas, entre eles romances, antologias de contos  e uma peça de teatro. 

A publicação do seu primeiro romance, em 1980, “O Dia dos Prodígios”,  foi considerado marcante num período em que se tinha iniciado uma nova fase  da literatura portuguesa.   

Nas edições anteriores foram galardoados o cineasta Manoel de Oliveira (2002), o ensaísta Eduardo Lourenço (2003), o arquitecto Álvaro Siza Vieira (2004), o ex-Presidente da República Mário Soares (2005), a investigadora  de estudos clássicos Maria Helena da Rocha Pereira (2006), o historiador  José Mattoso (2007), o ator e encenador Luís Miguel Cintra (2008),  o artista plástico Júlio Pomar (2009), e o arquitecto paisagista Gonçalo  Ribeiro Telles (2010).

Fundada em 1954, a União Latina é composta por 36 Estados de língua oficial ou nacional românica e tem como objectivo promover a reflexão sobre  os valores culturais e linguísticos do conjunto da comunidade latina e a  consciência da identidade cultural comum destes povos.

Durante a sessão, intervirá a presidente do Instituto Camões, Prof. Ana Paula Laborinho, o embaixador e Secretário Geral da União Latina,  Embaixador José Luís Dicente Ballester, o presidente do Júri Prof. Eduardo Lourenço, o Prof. Carlos Reis que apresentará a laureada e a escritora Lídia Jorge. Encerrará a sessão o Secretário de Estado dos Assuntos Europeus, Dr. Pedro Lourtie.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.