Premio Giovanni Pontiero para Carlos Clementson

O Prémio de Tradução Literária ‘Giovanni Pontiero’, organizado anualmente pelo Centro de Língua Portuguesa/Instituto Camões (IC) de Barcelona e pela Facultat de Traducció i d’Interpretació da Universitat Autònoma de Barcelona, foi atríbuido ao poeta, tradutor e crítico literário Carlos Clementson pela selecção, estudo e tradução da antologia de poesia "Alma Minha Gentil", a primeira antologia geral de poesia portuguesa em edição bilingue português/espanhol.

A Antologia, publicada pela editora Eneida, foi apresentada em Espanha no decorrer da VII Mostra Portuguesa. Carlos Clementson é tradutor e professor de Literatura da Universidade de Córdova.  "Alma Minha Gentil" é uma edição bilingue onde estão representados 95 poetas, abarcando 8 séculos da nossa Literatura, das origens até à actualidade. Refira-se ainda que a antologia apresenta textos de introdução histórica a cada período estético e também outros de carácter ensaístico sobre a obra de cada poeta representado bem como sobre o contexto histórico e cultural em que ela se insere.

O júri do Prémio é composto por cinco elementos, escolhidos, respectivamente, pelo IC, Universidade Autónoma de Barcelona e ‘Amigos de Giovanni Pontiero’, por uma personalidade de «trajectória reconhecida no campo dos estudos lusófonos», e ainda por um secretário sem direito a voto. O prémio foi instituído em 2001 para honrar a figura do grande tradutor Giovanni Pontiero (1932-1996), nascido em Glasgow e professor universitário no Reino Unido e desenvolveu uma prolífica actividade como investigador, principalmente no campo dos estudos literários portugueses e brasileiros, sendo autor de numerosos artigos, ensaios, conferências, entradas em enciclopédias e traduções.

Em 2009, o Prémio ‘Giovanni Pontiero’ foi para Núria Prats Espar, pela sua tradução para catalão do livro A Viagem do Elefante (El Viatge de l’elefant), de José Saramago, publicada pelas Edicions 62 (Barcelona, 2008). Em 2008, o premiado foi o tradutor espanhol Antonio Sáez Delgado, reconhecido pela sua tradução para espanhol da obra A Ruiva, de Fialho de Almeida, publicada sob o título La Pelirroja, em 2006.

O Prémio de Tradução Literária ‘Giovanni Pontiero’, organizado anualmente pelo Centro de Língua Portuguesa/Instituto Camões (IC) de Barcelona e pela Facultat de Traducció i d’Interpretació da Universitat Autònoma de Barcelona tem o valor de 6.ooo euros.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.