Instituto Português do Oriente (IPOR) já tem novo diretor

João Laurentino Neves é o novo diretor do Instituto Português do Oriente (IPOR). Houve dezassete respostas à carta de convite de Manifestação de Interesse para o cargo de diretor do IPOR. Depois de uma apreciação assente no perfil apresentado, seguida de entrevista, João Laurentino Neves foi quem melhor se adequou ao perfil pretendido.

Na próxima semana, está já uma reunião agendada entre os associados principais – o Camões, Instituto da Cooperação e da Língua e a Fundação Oriente – com o novo diretor, para definição de objetivos do projeto IPOR para o próximo triénio.

Licenciado em Línguas e Literaturas Modernas – Estudos Portugueses e Ingleses pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, desde 1995 até 2002, exerceu funções de docente e coordenador de centros de Língua portuguesa em Moçambique.

Entre 2003 e 2012 foi diretor do Instituto Camões – Centro Cultural Português na Praia, em Cabo Verde, tendo como principais atividades e responsabilidades a elaboração, execução e avaliação do Plano Anual de Atividades do Centro, bem como a gestão administrativa e financeira do Centro na Praia e do Polo no Mindelo.

Durante o mesmo período exerceu ainda funções de Adido Cultural junto da Embaixada de Portugal na cidade da Praia: assessoria do Chefe de Missão nas áreas da Cultura, Educação e Património e ligação com os órgãos de comunicação social; representação do Chefe de Missão em sessões/encontros de trabalho quando objeto de sua delegação; acompanhamento de projetos de cooperação entre Portugal e Cabo Verde (cooperação Estado a Estado ou entre instituições) nas áreas referidas.

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.