Rui Zink ensina Escrita Criativa a alunos de Língua Portuguesa na Namíbia

O professor, escritor e cronista português Rui Zink é responsável por um curso de Escrita Criativa e por uma palestra sobre “Literatura e Humor” a realizar na Universidade da Namíbia, em Windhoek, nos dias 14 e 15 de outubro de 2013, com o apoio do Camões – Instituto da Cooperação e da Língua.

 O curso de Escrita Criativa, que decorre das 09:00 às 16:30, tem entrada livre e gratuita para todos os alunos e professores de instituições de ensino superior, que no final receberão um certificado de participação.

No dia 15 de outubro, após uma sessão de autógrafos no auditório do Centro de Língua Portuguesa Diogo Cão, marcada para as 17:00, o escritor profere uma palestra subordinada ao tema “Literatura e Humor”.

Para assinalar o termo da visita de trabalho de Rui Zink a Windhoek realizar-se-á um jantar em Villa Moringa, que contará com a presença dos docentes de Língua Portuguesa e de membros da comunidade lusodescendente naquele país africano.

A deslocação do professor e cronista português à Namíbia é uma iniciativa do Centro de Língua Portuguesa Diogo Cão, em parceria com a Embaixada de Portugal em Windhoek, a Universidade da Namíbia e o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, IP.

O escritor encontra-se desde o passado dia 7 na África do Sul, onde termina hoje, sexta-feira dia 11, um programa semelhante, de palestras e cursos de escrita criativa, que o levou a Joanesburgo, Pretória e Cidade do Cabo. Depois da Namíbia, seguir-se-á Harare, no Zimbabué.

A presença de Rui Zink na África do Sul contou com a colaboração da Embaixada de Portugal em Pretória e dos Consulados-Gerais de Portugal em Joanesburgo e na Cidade do Cabo e é apoiado pelo Camões IP, pelas Universidades de Pretória, de Witwatersrand em Joanesburgo e da Cidade do Cabo e pela Alliance Française de Joanesburgo.

Doutorado em Estudos Portugueses pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Rui Zink é professor e membro da Comissão Cientifica daquele departamento, sendo também coordenador da pós-gradução em Edição de Texto na mesma Faculdade. Em Portugal, foi das primeiras pessoas a dirigir cursos de Escrita Criativa.

Além de ficcionista, é dramaturgo, argumentista de Banda Desenhada, criou o libreto para uma ópera (“Os Fugitivos”, 2004) e traduziu, entre outros, Saul Bellow. É regularmente chamado a colaborar na imprensa e televisão. Deu aulas de literatura portuguesa nos EUA como professor convidado.

“Hotel lusitano” (1987) é o seu primeiro livro. Tem uma vasta obra publicada, tendo ganho, em 2004, o Prémio Pen Club com “Dádiva divina”. O conto “O bicho da escrita” foi incluído na shorlist do Prémio Pushcart. Está traduzido em alemão, hebraico, inglês, italiano, romeno e japonês.

 

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, I.P.) é um instituto público tutelado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) que tem por missão propor e executar a política de cooperação portuguesa e a política de ensino e divulgação da língua e cultura portuguesas no estrangeiro.

 

Lisboa, 11 de outubro de 2013

Gabinete de Documentação e Comunicação
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, IP
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Rua Rodrigues Sampaio, nº3 – R/cº
1250-147 Lisboa - Portugal
Tel.: +351 21 317 6718  | 21 317 6737

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.