Uma década de Apoio ao Ensino Técnico-Profissional em Moçambique

Sessão evocativa com a presença da Vice-Ministra da Educação de Moçambique, Mário Soares e Maria de Jesus Barroso

 O projeto de Apoio ao Ensino Técnico-Profissional em Moçambique, lançado em 2001 pela Fundação Portugal – África (FPA), em parceria com o Camões IP, traduziu-se na implementação de um novo modelo de ensino profissional e na formação de mais de 900 agentes educativos – professores e diretores de escolas profissionais.

Amanhã, dia 15 de janeiro, às 14:30, realiza-se no Auditório do Camões IP, em Lisboa,uma sessão inteiramente dedicada aquela que é considerada uma das mais importantes iniciativas no quadro da Cooperação portuguesa com Moçambique, apoiada pelos Ministérios da Educação dos dois países.

O presidente do Conselho de Administração da FPA, o antigo presidente da República de Portugal Mário Soares, e a presidente do Camões, IP, Ana Paula Laborinho, abrem a sessão. Segue-se a declamação de um poema do moçambicano José Craveirinha, “A meu Belo Pai Ex-Imigrante”, por Maria de Jesus Barroso.

O evento conta também com a presença da vice-ministra da Educação de Moçambique, Leda Florinda Hugo.

Tendo começado por ser uma experiência piloto em cinco escolas em 2002, este modelo de ensino é atualmente uma realidade em cerca de 45 escolas distribuídas por todo o território moçambicano. Desde então, já deu origem à reorganização curricular de 15 cursos profissionais e resultouna formação de mais de 900 agentes educativos - professores e diretores das escolas profissionais.

O seu impacto faz-se igualmente notar no aumento da oferta de profissionais qualificados para o setor empresarial moçambicano e na criação de emprego próprio.

Na sessão de amanhã, em que intervirão responsáveis dos dois países ligados a este projeto, será apresentado o primeiro de oito episódios da série televisiva da RTP - África sobre as escolas profissionais moçambicanas, bem como um livro comemorativo intitulado “Escolas Profissionais de Moçambique – Para Memória Futura – Dez Anos a Acreditar”.

Além do balanço do projeto, estará também em foco o atual contexto do ensino profissional em Moçambique e os desafios que enfrenta.

A Educação continuará a ser um setor prioritário da Cooperação Portuguesa, dado o seu contributo essencial para um desenvolvimento sustentável.

 

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, I.P.) é um instituto público tutelado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) que tem por missão propor e executar a política de cooperação portuguesa e a política de ensino e divulgação da língua e cultura portuguesas no estrangeiro.

 

Lisboa, 14 de janeiro de 2014

Gabinete de Documentação e Comunicação
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, IP
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Rua Rodrigues Sampaio, nº3 – R/cº
1250-147 Lisboa - Portugal
Tel.: +351 21 317 6718  | 21 317 6737

 

 

 

 

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.