Exposição sobre Souto de Moura no Museu Schusev de Arquitetura de Moscovo

Mostra apoiada pelo Camões, IP decorre de 6 de fevereiro a 9 de março de 2014

Cerca de meia centena de trabalhos realizados nos últimos 31 anos integram a exposição “Eduardo Souto de Moura – Concursos 1979 – 2010”, que inaugura a 6 de fevereiro de 2014 no Museu Schusev de Arquitetura de Moscovo, Rússia, onde pode ser visitada até ao próximo dia 9 de março.

Organizada pela Embaixada de Portugal em Moscovo, com o apoio do Camões IP, e comissariada pelo arquiteto André Campos, esta mostra inclui maquetas, esquissos, desenhos e fotomontagens. A maioria dos projetos apresentados desenvolve-se na esfera dos equipamentos urbanos, vocacionados nomeadamente para a cultura, saúde, desporto e culto religioso.

Existe também um significativo conjunto de propostas de intervenção arquitetónica, urbana e territorial na área da mobilidade e dos transportes (ferrovia, metropolitano e aeroporto). Já em matéria de habitação apresentam-se quatro projetos, dois deles de hotelaria.

Esta exposição permite ao visitante analisar experiências de projeto muito diversificadas. Contudo, no percurso sobressai um fio condutor, que resulta da integração de soluções conquistadas através de novas avaliações dos elementos canónicos da arquitetura (como janelas, portas e coberturas).

Na mostra dedicada a Souto de Moura destacam-se também novos desempenhos para materiais tradicionais e pesquisas arquitetónicas no desenho de volumes irregulares, fraturados e curvos.

Souto de Moura é um dos arquitetos portugueses de maior reconhecimento internacional. A Casa das Histórias de Paula Rego, o Estádio Municipal de Braga e o Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, em Bragança, são edifícios que fazem parte de uma longa lista de obras suas de referência, em Portugal e no estrangeiro.

Nasceu em 1952, formou-se na Escola Superior de Belas Artes do Porto, e ao longo da sua carreira tem sido distinguido com alguns dos mais importantes galardões dedicados à Arquitetura, como é o caso do Prémio Secil, que recebeu em 2004 e de novo em 2011, ano em foi também consagrado com o Prémio Pritzker, considerado o “Nobel” da Arquitetura.

 

O Camões - Instituto da Cooperação e da Língua (Camões, I.P.) é um instituto público tutelado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) que tem por missão propor e executar a política de cooperação portuguesa e a política de ensino e divulgação da língua e cultura portuguesas no estrangeiro.

 

Lisboa, 28 de janeiro de 2014

 

Gabinete de Documentação e Comunicação
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Camões - Instituto da Cooperação e da Língua, IP
Ministério dos Negócios Estrangeiros
Rua Rodrigues Sampaio, nº3 – R/cº
1250-147 Lisboa - Portugal
Tel.: +351 21 317 6718  | 21 317 6737

 

 

 

 

 

 

 

 

Camões, I.P.
Usamos cookies no nosso site para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.